As tecnologias e as nossas regras


Acho que já aqui comentei que as minhas filhas têm o acesso ao iPad bastante limitado. Vedamos-lhes o acesso por várias razões, mas principalmente porque o iPad (leia-se também telemóvel) isola-as por completo. Os aparelhos são pequenos e levam ao isolamento. As crianças mergulham nestes mini ecrans e passam horas sem comunicar com mais ninguém. E isto faz-me uma confusão tremenda!
Foi então que decidimos instalar o youtube na nossa televisão e, juro-vos, nunca mais se ouviu a palavra iPad naquela casa... Esqueceram-se da existência daquele "bicho" e agora vêem juntas, escolhem, à vez, o que querem ver e, melhor de tudo, nós controlamos muito melhor o que andam a ver e acaba por ser (mais uma) actividade em família deixando de haver os tais momento de isolamento, os tais que me provocam arrepios. 

Como qualquer outra mãe, a mim também me dá jeito que elas estejam sossegadas para eu poder fazer as minhas coisas, mas não nos podemos deixar levar por estes facilitismos! Percebo a importância destes aparelhos nos dias de hoje e não é minha intenção proibi-los a 100%: de vez em quando, deixo a Isabel ter acesso ao site da disney junior (e até prefiro que o faça no computador porque vai adquirindo ferramentas que lhe darão jeito no futuro); se estamos num jantar, e se já passou a hora delas, emprestamos os nossos telefones; ao fim de semana podem ver youtube na televisão (nas férias deixamos 1h por dia) e assim havemos de continuar, criando regras para que a vida delas não se resuma a ecrans e possa haver espaço para brinquedos, plasticina, livros, desenhos e muito mais! 


Comentários

Mensagens populares