O Mia escreve melhor que eu ;)

Não saberei nunca
dizer adeus

(...)

Não é este sossego
que eu queria,
este exílio de tudo,
esta solidão de todos

(...)

Nenhuma palavra
alcança o mundo, eu sei
Ainda assim,
eu escrevo.

Poema da despedida, Mia Couto (1984)

Comentários

Resposta em atraso... beijinhos!!!!!

Mensagens populares