Da(s) festa(s)

Quando eu era miúda vivíamos muitos lá em casa e a cozinha, que era bastante grande, estava sempre num rodopio. Havia sempre qualquer coisa ao lume, volta e meia havia quem quisesse fazer bolos e afins e durante o ano, para além dos festejos de cada um de nós, tínhamos uma grande ceia de natal para uma catrefada de gente! A verdade é que me habituei a viver a cozinha, a vibrar com os preparativos das festas e a gostar de fazer parte de todo o processo. Só me lembro de não ter gostado de fazer parte da organização de um Natal por ter sido obrigada a desfiar quilos de bacalhau... até hoje nunca mais o fiz! 

Organizar uma festa dá trabalho, mas eu sinto-o como um grande evento familiar! Desde as compras ao partir dos ovos, adoro ter as miúdas a ajudarem-me! Bem sei que o grande objectivo delas é raparem as taças, mas sei que se irão lembrar sempre destes nossos momentos e a Isabel já sente, como eu sentia, o bichinho na barriga por estar a preparar a própria festa! Cada uma tem o seu banco, o avental e uma colher e, entre cotoveladas, lá se vão besuntando e aprendendo a ver e a viver os nossos cozinhados! Enquanto faço os bolos vou contanto montes de histórias de quando eu era pequenina e tenho sempre uma plateia bem atenta! 

Dá-me mesmo gozo organizar tudo! Não faço festas de revista (não há "saco" para isso) e gosto que tudo pareça bastante caseiro... como se pudéssemos voltar 30 anos atrás e estivéssemos a organizar as minhas próprias festas! A Isabel delira e delirou com os bolos que lhe fiz! Acho que já aqui referi que me custa muito dar dinheiro por bolos cheios de bonecada! Não quer dizer que não goste de ver (alguns são verdadeiras obras de arte), mas custa-me e acho o verdadeiro desperdício. Eu gosto do que é simples, até porque de outra forma as miúdas não me iriam poder ajudar, nem eu iria conseguir fazer, e a graça não seria concerteza a mesma! 

Amanhã temos um lanchinho lá em casa, mal sabem elas o que vão poder rapar :)
Bom fim-de-semana!

Comentários

Mensagens populares