03.08.2017

O meu Pai esperou por mim, esperou para que eu lhe pudesse dizer adeus, deu-me tempo para chegar e dar-lhe um beijo, dizer-lhe o quanto gostava dele e agradecer-lhe a vida. 

Tinha muito para escrever, mas as palavras não saiem. Foram anos muito duros. No último mês vieram à memória tantas histórias (as nossas histórias) que nos ajudam a vê-lo para além da demência que o levou.
Quando morreu, e por muito estranho que isto pareça, o meu Pai reapareceu dentro de cada um de nós. Há que guardá-lo da melhor maneira possível 💚



Comentários

Mensagens populares